27/03/2007

Porque

Porque os outros se mascaram e tu não
Porque os outros usam a virtude
Para comprar o que não tem perdão
Porque os outros têm medo mas tu não

Porque os outros são os túmulos calados
Onde germina calada podridão
Porque os outros se calam mas tu não

Porque os outros se compram e se vendem
E os seus gestos dão sempre dividendo
Porque os outros são hábeis mas tu não

Porque os outros vão à sombra dos abrigos
E tu vais de mãos dadas com os perigos
Porque os outros calculam mas tu não.

Sophia de Mello Breyner Andresen

26/03/2007

Green Grass

Lay your head where my heart used to be
Hold the earth above me
Lay down in the green grass
Remember when you loved me

Come closer don't be shy
Stand beneath a rainy sky
The moon is over the rise
Think of me as a train goes by

Clear the thistles and brambles
Whistle 'Didn't He Ramble'
Now there's a bubble of me
And it's floating in thee

Stand in the shade of me
Things are now made of me
The weather vane will say
It smells like rain today

God took the stars and he tossed them
Can't tell the birds from the blossoms
You'll never be free of me
He'll make a tree from me

Don't say good bye to me
Describe the sky to me
And if the sky falls, mark my words
We'll catch mocking birds

Lay your head where my heart used to be
Hold the earth above me
Lay down in the green grass
Remember when you loved me

Remember when you loved me
Remember when you loved me

Cibelle

20/03/2007


Percorreste-me com o olhar
encontraste a minha alma
e desejaste tudo o resto.


Foste flor, foste carinho,
foste apoio, foste lume;
e deste tudo o que me resta.


Tenho o teu beijo cravado na memória,
tenho o teu perfume na minha mão,
tenho o calor do teu aperto,
e tenho os teus olhos no meu olhar.


Tenho o coração dividido,
em parte por ti perdido,
outra parte por ti achado.

Tenho a cabeça divergente,
numa luta sem quartel
por te deixar colocar no coração
e conquistar um lugar que quero teu.

Tenho tudo, tenho nada,
tenho guerra, tenho luta.
Quero mudar o que ainda sinto
e sentir o que desejo.

Será que o mundo espera?!

14/03/2007



Quero-te e quero-te em mim,
na paixão que te entrego,
nos sonhos que partilhamos,
nas vidas que criamos e queríamos.


Quero-te nas mãos que te aparcam,
nos olhos que te imaginam,
no nariz que te perfuma,
nos ouvidos que te escutam.


Quero-te no peito onde vives,
no silêncio que permito que quebres,
no passeio que sozinho dou,
no mar em que te busco.


Quero-te nas noites que sozinho passo,
nas manhãs que acordo só,
nas tardes que procuro ouvir-te,
nas madrugadas que o corpo pede.


Quero-te no regresso a casa,
nas partidas de até já,
nas viagens que imagino,
nos caminhos que trilhamos.


Quero-te comigo nos momentos,
que juntos vivemos por palavras,
nos desejos e ilusões,
nos beijos abraços e nos amaços.


Quero-te perto de mim,
aonde te alcance com o toque,
onde te possa acordar com o beijo,
onde te possa afagar o cabelo.


Quero-te em mim apenas,
comigo lado a lado,
caminhando o caminho da vida,
entregando e recebendo apenas...
...amor.


Suspirado pela manhã...

09/03/2007

Um pouco de amor é tudo o que peço.
Beija-me só às vezes, fala-me sempre que
as trevas batem nos meus ombros,
quando tenho medo

....Um pouco de amor é tudo o que peço.
Toma a minha mão e leva-me...

José Agostinho Baptista

05/03/2007


Tenho fome da tua boca, da tua voz, teus cabelos
e pelas ruas vou sem me nutrir, calado,
não me sustenta o pão, a aurora me desconcerta,
procuro o líquido som de teus pés pelo dia.
Faminto estou de teu sorriso resvelado,
de tuas mãos cor de furioso celeiro,
tenho fome da pálida pedra de tuas unhas,
quero comer tua pele como intacta amêndoa.

Pablo Neruda

03/03/2007


Sonhei os teus passos
caminhando junto a mim
passos simples e firmes
nesta estrada sem fim

O som dos teus olhos
percorreu o meu corpo
sedento das lágrimas,
deixadas pela língua
dos teus dedos de seda.

Senti o doce estremecer
pelo prazer que o beijo deixou,
no caminho do teu cheiro
que aconchegou
os meus braços no teu corpo.

Provei-te com o olhar
beijei-te pelos meus dedos
cheirei-te com um suspiro
e toquei-te num respirar.

Entreguei a minha vida a teus pés...

02/03/2007

Se os tomates quiserem ser melões eles se transformarão numa farsa. Muito me surpreende que tanta gente esteja ocupada em querer ser quem não é. Qual é a graça de se ser uma farsa? Você não precisa fingir que é forte, não deve sempre provar que tudo está correndo bem, não se pode preocupar com o que os outros estão a pensar . Chore, se tiver necessidade. É bom chorar até não sobrar nenhuma lágrima...pois só então poderá voltar a sorrir!

Mitsuo Aida