24/07/2008


não me digas não, não me podes dizer não, é um alívio amar outra vez e deitar-me na cama a ser abraçado e beijado e adorado e o teu coração saltará quando ouvir a minha voz vir o meu sorriso sentir a minha respiração no teu pescoço e o teu coração baterá quando eu te quiser ver e minto-te desde o primeiro dia e uso-te e fodo-te e depedaço-te o coração porque antes tu depedaçaste o meu e amas-me cada vez mais e um dia tudo fica pesado de mais e a tua vida é minha e morrerás sozinha porque eu ficarei com o que quiser e depois vou-me embora sem te ficar a dever nada está sempre ali esteve sempre ali e tu não podes negar a vida que sentes que se foda essa vida que se foda essa vida que se foda essa vida agora perdi-te

Sarah Kane

12/07/2008

Silent Worship


Did you not hear My Lady
Go down the garden singing

Blackbird an thrus were silent

To hear the alleys ringing

Oh saw you not My Lady
Out in the garden there
Shaming the rose and li
ly

For she is twice as fair.


Though I am nothing to her

Though she must rerely look at me

And though I could never woo her

I love her till I die
.
Surely you heard My Lady

Go down the garden singing

Silencing all the songbirds

And setting the alleys ringing

.
But surely you see My Lady

Out in the garden there
Rivaling the glittering sunshine

With a glory of golden hair

.
Adaptação da Ária "Non lo diro col labbro", de G. F. Handel, para o filme Emma

06/07/2008

Golden Brown


Golden brown texture like sun
Lays me down with my mind she runs
Throughout the night
No need to fight
Never a frown with golden brown

Every time just like the last
On her ship tied to the mast
To distant lands
Takes both my hands
Never a frown with golden brown

Golden brown finer temptress
Through the ages she's heading

West
From far away
Stays for a day
Never a frown with golden brown

Never a frown
With golden brown

Never a frown
With golden brown

The Stranglers