09/03/2009

Cantigas de Maio

Eu fui ver a minha amada
Lá p'rós baixos dum jardim
Dei-lhe uma rosa encarnada
Para se lembrar de mim
Eu fui ver o meu benzinho
Lá p'rós lados dum passal
Dei-lhe o meu lenço de linho
Que é do mais fino bragal
Minha mãe quando eu morrer
Ai chore por quem muito amargou
Para então dizer ao mundo
Ai Deus mo deu Ai Deus mo levou
Eu fui ver uma donzela
Numa barquinha a dormir
Dei-lhe uma colcha de seda
Para nela se cobrir
Eu fui ver uma solteira
Numa salinha a fiar
Dei-lhe uma rosa vermelha
Para de mim se encantar
Minha mãe quando eu morrer
Ai chore por quem muito amargou
Para então dizer ao mundo
Ai Deus mo deu Ai Deus mo levou
Eu fui ver a minha amada
Lá nos campos eu fui ver
Dei-lhe uma rosa encarnada
Para de mim se prender
Verdes prados, verdes campos
Onde está minha paixão
As andorinhas não param
Umas voltam outras não
Minha mãe quando eu morrer
Ai chore por quem muito amargou
Para então dizer ao mundo
Ai Deus mo deu Ai Deus mo levou


Zeca Afonso

2 comentários:

davidsantos disse...

"Amor de Estudante"

Dizem que amor de estudante
Ai, não dura mais que uma hora
Só o meu é tão velhinho
Inda se não for embora

A cabra da velha torre
Ai, meu amor chama por mim
Quando um estudante morre
Os sinos tocam assim



"Que o amor não me engana"

Que amor não me engana
Com a sua brandura
Se de antiga chama
Mal vive a amargura

Duma mancha negra
Duma pedra fria
Que amor não se entrega
Na noite vazia

E as vozes embarcam
Num silêncio aflito
Quanto mais se apartam
Mais se ouve o seu grito

Muito à flor das águas
Noite marinheira
Vem devagarinho
Para a minha beira

Em novas coutadas
Junto de uma hera
Nascem flores vermelhas
Pela Primavera

Assim tu souberas
Irmã cotovia
Dizer-me se esperas
O nascer do dia

"Zeca Afonso"

davidsantos disse...

Te Amo Tanto...

Queria que Deus permitisse que
A maior distância entre nós
Fosse a dos nossos lábios entrelaçados,
Para sempre em nosso amor.
Meu coração bate forte e alto
Para que o seu possa senti-lo e ouvi-lo
que seu amor nunca morra e se esqueça do meu.
seu amor nunca morra e se esqueça do meu.
Assim como os pássaros não vivem sem o céu,
Assim como os peixes não respiram sem a água,
Assim como os planetas não existe sem o universo,
Posso dizer, com toda sinceridade,
Que não vivo sem você.
São palavras escritas agora,
Mas para serem lembradas para sempre,
Guardadas em seu coração e em sua mente,
Te amo, te amo tanto...
Desse coração você ouvirá apenas
Palavras de amor, carinho e apoio.
Viva, cresça e envelheça ao meu lado...
Te amo, te amo tanto...