22/06/2008

Suor e Fantasia


Seis da tarde
E já está sol lá fora
Fico só mais meia hora
Numa pétala de sono insolente
Os teus pés ainda dançam
Vão andando assim tão delicados
Pelo dia adolescente
Dedo a dedo doces

Ai, a graça do amor!
Já não vou trabalhar...

As tuas olheiras de cansaço
Dão um traço bem preciso
Ao sorriso que preenche
Todo o vasto espaço

Ai, a graça do amor!
Já não vou trabalhar...

Todo o dia e toda a noite
Só suor e fantasia
Quem julga que é fácil
Que experimente levitar sobre o Tejo

A vida é difícil
Sempre foi

Meia-noite e café da manhã
Esse teu rosto é o meu dilema
E vestimo-nos à pressa
Para ir ao cinema

Ai a graça do amor!
Já não vou trabalhar...

Todo o dia e toda a noite
Só suor e fantasia
Quem julga que é fácil
Que experimente levitar sobre o Tejo

A vida é difícil
Sempre foi.

Quinteto Tati

1 comentário:

Hobbes disse...

Se ela diz é tudo o que eu sei,
Não dá pr´andar mais sobre a saia,
Para mim procura não ver,
E tal só faz com que ela caia.
Escuta bem nada passa num dia,
Fala fim mas com determinação,
"Estar só torna tudo mais fácil",
Não é mais que ouvir teu coração.
Se ela diz não posso pensar,
Se eu não dormir vai ser mais caro,
Cora mais se eu falo por si,
Não quer ouvir o que é tão claro,
Escuta bem nada passa num dia,
Fala fim mas com determinação,
"Estar só torna tudo mais fácil",
Não é mais que ouvir teu coração.
Eu sei como é bom estar só,
Se és mais,
Eu não sou,
Porque amanhã já cá não estou,
Eu vim dar mais que um beijo igual a mil.
Ela diz "não é normal!",
E paro agora vou analisar,
Saltei do vazio que afinal é bem mais,
E vim cair num mundo igual.
Só aparenta.
O erro foi deixar,
A ironia da camera lenta,
É não nos dar tempo para pensar.
Eu sei como é bom estar só.

É fácil amar,
E ser amado,
É só ter jeito para falar o que é melhor de ouvir.
Mas o calor que é tudo o que é bom,
Só acontece quando nada é claro,
Esconde o que é verdade e cru.
Pornografia é vicio são,
Mas fique em platão.
Eu sou o rei masturbador.
Eu sou um céptico a falar,
Mas se a falar de amor,
Eu julgo ter razão.
Ser da terra dependente,
É o dilema da semente.
Contrariar,
Não é coerente.
Dona aranha coma o seu marido.
Dona aranha não jante o seu marido.
Dona aranha não coma e coma o seu marido.
Dona aranha nada disto faz sentido.

"1 beijo = 1000" de Ornatos Violeta