19/06/2008

Além do Olhar

Preciso que me olhes nos olhos
Que me decifres em ti
E me sintas, além do toque
.
Preciso que me olhes nos olhos
Que te deites desperto em mim
E me proves, além dos beijos
.
Preciso que me olhes nos olhos
Que te atires em meus braços
E me bebas, além dos meus cheiros
.
Preciso que me olhes nos olhos
Que me dedilhes com os dedos do coração
E me encantes, além dos desejos
.
Preciso que me olhes nos olhos
Que me dispas em teus lábios
E me conheças, além das palavras
.
Preciso que me olhes nos olhos
Que me arranques suspiros e tremores
E teu gosto fique em mim, depois do amor...
.
Fernanda Guimarães

1 comentário:

Hobbes disse...

O amor, quando se revela,
Não se sabe revelar.
Sabe bem olhar p'ra ela,
Mas não lhe sabe falar.

Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há de dizer.
Fala: parece que mente
Cala: parece esquecer

Ah, mas se ela adivinhasse,
Se pudesse ouvir o olhar,
E se um olhar lhe bastasse
Pra saber que a estão a amar!
Mas quem sente muito, cala;
Quem quer dizer quanto sente
Fica sem alma nem fala,
Fica só, inteiramente!

Mas se isto puder contar-lhe
O que não lhe ouso contar,
Já não terei que falar-lhe
Porque lhe estou a falar...

"O amor quando se revela..." Fernando Pessoa