28/12/2010

Inventário Marítimo


Os vermes, os gatos, os carros, os prédios, a espera, os pátios,
os jogos, as lutas, os brutos, as pátrias, as sombras, os vultos,
os estranhos, os mártires, os dias, as horas, as praças,
os copos, os olhos, a íris, os beijos, a casa, a noite e os cacos,
poemas e factos, os fados sem tema, o tempo quebrado, a dor, o dilema:
no fundo do mar.

Lisboa, Lisboa, Lisboa: Lisboa no fundo do mar.

Um dia, quem sabe, se homens, se aves, alguém virá para te encontrar de ruas abertas, desertas, cobertas por sombras azuis e corais, num silêncio terno,
eterno, imenso, de fachadas desiguais, de náufragos dias, saudades de pedra.
Quem te vir assim, esquecida no mar, irá procurar-te a vida.
E se então sonhar um tempo de amor, talvez pense em nós: querida.

Quinteto Tati

27/12/2010

Invenção do Amor

Nas tuas mãos repousa a minha vida
Falta-me um gesto teu para acordar
Pássaro triste, asa enfraquecida
Sem o teu corpo, o céu para voar
Nas tuas mão deixei a minha vida
Parar

Se tu soubesses tudo o que eu invento
Se adivinhasses quando eu te chamo
Amiga, noiva, nardo, irmã, lamento
Rosa de ausência que desfolho e amo
Se tu soubesses como o tempo é lento
Esperando

Tu voltarias como o sol na Primavera
Trazendo molhos de palavras como cravos
Trazendo o grito de uma força que se espera
E cheira a ceiva, medronhos bravos

Tu voltarias como a chuva no Outono
Trazendo molhos de palavras como nuvens
Trazendo a calma que abre as portas para o sonho
Trazendo o corpo sabendo a uvas, tu voltarias
Cantando

Das minhas mãos renasce a nossa vida
E sei que posso falar-te a toda a hora
Basta cantar-te para possuir-te
És o sítio onde o canto se demora
Estou a inventar-te e a destruir-te
Agora
Agora

Ary dos Santos

(Obrigada Joaninha)

Trém das Onze


Não posso ficar nem mais um minuto com você
Sinto muito amor, mas não pode ser
Moro em Jaçanã,
Se eu perder esse trem
Que sai agora as onze horas
Só amanhã de manhã.
Além disso mulher
Tem outra coisa,
Minha mãe não dorme
Enquanto eu não chegar,
Sou filho único
Tenho minha casa para olhar
E eu não posso ficar.

Adoniran Barbosa

21/10/2010

Ai Rapaz


Ai,rapaz!
Se tu soubesses bem
como é que eu fico
quando vou ao bailarico
e te miro a dançar
ó-ai, à marcial...

Já tentei dançar assim também
a esse ritmo, cada passo com sentido
e eu nem gosto de marchar.
Ó-ai, mas quem me viu?!

Ai, rapaz, mas eu queria
uma valsa a três passos,
dar-te a mão e ver a vida,
agarrada a teus braços, ai...

Fui-me pôr
Sentada mesmo à frente
e ali esperei...
E a tantos eu neguei
o prazer da minha dança
ó-ai, que era só tua...

Mas o bar também chamou por ti,
num entretanto, e a banda ia tocando
e quando tu de lá voltaste
ó-ai, a valsa acabou!

Ai, rapaz, mas eu queria
ir na roda e ser teu par!
Dar-te a mão, ir na folia
E não mais eu te largar, ó-ai...

Foi então
Que a roda se fez,
ao largo, larga
tanta gente, muita farra
e nós ali na multidão
ó-ai, com outro par!

Fui passando
par a par, nem sei
quantos ao certo
e tu cada vez mais perto
e quando só faltava um
ó-ai, veio o leilão!

Ai, rapaz, o que eu queria
era um baile bem mandado
que nos guiasse à sacristia
e voltássemos casados,ai...

E do palco
surgiu uma voz
e a concertina:
"Roda manel, vira maria
e quem não vira perde a roda!"
Ó-ai, e eu virei!

Mas a voz,
puxada à concertina,
mais pedia
e acelarava a melodia
os pés trocavam-se no chão
Ó-ai, e assim foi...

Ai, rapaz, e foi o baile,
sem alma nem coração
mal cantado e mal mandado
que me atirou ao chão,ó ai...

E foste tu a dar-me a mão...

Deolinda


20/10/2010

Kite


Something is about to give
I can feel it coming
I think I know what it is
I'm not afraid to die
I'm not afraid to live
And when I'm flat on my back
I hope to feel like I did

Cause hardness, it sets in
You need some protection
The thinner the skin

I want you to know
That you don't need me anymore
I want you to know
You don't need anyone, anything at all

Who's to say where the wind will take you
Who's to say what it is will break you
I don't know which way the wind will blow
Who's to know when the time has come around
Don't wanna see you cry
I know that this is not goodbye

In summer I can taste the salt in the sea
There's a kite blowing out of control on a breeze
I wonder what's gonna happen to you
You wonder what has happened to me

I'm a man, I'm not a child
A man who sees
The shadow behind your eyes

Who's to say where the wind will take you
Who's to say what it is will break you
I don't know where the wind will blow
Who's to know when the time has come around
I don't wanna see you cry
I know that this is not goodbye

Did I waste it?
Not so much I couldn't taste it
Life should be fragrant
Roof top to the basement
The last of the rock stars
When hip hop drove the big cars
In the time when new media
Was the big idea
That was the big idea

U2

17/10/2010

A Invenção do Amor (II)

(...)

Ficou provado que não se conheciam
Encontraram-se ocasionalmente num bar de hotel numa
tarde de chuva
sorriram e inventaram o amor com carácter de urgência
mergulharam cantando no coração da cidade

Importa descobri-los onde quer que se escondam
antes que seja demasiado tarde
e o amor como um rio inunde as alamedas
praças becos calçadas quebrando nas esquinas

Já não podem escapar Foi tudo calculado
com rigores matemáticos Estabeleceu-se o cerco
A polícia e o exército estão a posto Prevê-se
para breve a captura do casal fugitivo

(Mas um grito de esperança inconsequente vem
do fundo da noite envolver a cidade
au bout du chagrin une fenêtre ouverte
une fenêtre eclairée)

Daniel Filipe

26/06/2010

Samba Meu


O meu samba vai curar teu abandono
O meu samba vai te acordar do sono
Meu samba não quer ver você tão triste
Meu samba vai curar a dor que existe
Meu samba vai fazer ela dançar
É o samba certo pra você cantar

O meu samba é de vida e não de morte
Meu samba vem pra cá e traz a sorte
E celebra tudo o que é bonito
Meu samba não despreza o esquisito
Meu Samba vai tocar no infinito
Meu Samba é de bossa e não de grito

Meu Samba, defendi com alegria
Deixe que a noite vadia
Vai saber lhe coroar
Deixo entregue aos bambas de verdade
Que estão nos morros da cidade
Peço a benção pra passar
Deixo entregue aos bambas de verdade
Que estão nos morros da cidade
Peço a benção pra passar

Maria Rita

13/06/2010

O Sol Nascerá


A sorrir
Eu pretendo levar a vida
Pois chorando
Eu vi a mocidade
Perdida

Fim da tempestade
O sol nascerá
Fim dessa saudade
Hei-de ter outro alguém para amar

A sorrir
Eu pretendo levar a vida
Pois chorando
Eu vi a mocidade
Perdida

Cartola

20/05/2010

o Sonho


Quem contar
Um sonho que sonhou
Não conta tudo o que encontrou
Contar um sonho é proibido

Eu sonhei

Um sonho com amor
E uma janela e uma flor
Uma fonte de água e o meu amigo
E não havia mais nada...
Só nós, a luz, e mais nada...

Ali morou um amor

Amor que trago em segredo
Num sonho que não vou contar
E cada dia é mais sentido

Um amor,
Eu tenho um amor bem escondido
Num sonho que não sei contar
E guardarei sempre comigo

Madredeus

14/02/2010

Dance With Me

Let's dance little stranger
Show me secret sins
Love can be like bondage
Seduce me once again

Burning like an angel
Who has heaven in reprieve
Burning like the voodoo man
With devils on his sleeve

Won't you dance with me
In my world of fantasy
Won't you dance with me
Ritual fertility

Like an apparition
You don't seem real at all
Like a premonition
Of curses on my soul

The way I want to love you
Well it could be against the law
I've seen you in a thousand minds
You've made the angels fall

Won't you dance with me
In my world of fantasy
Won't you dance with me
Ritual fertility

Come on little stranger
There's only one last dance
Soon the music's over
Let's give it one more chance

Won't you dance with me
In my world of fantasy
Won't you dance with me
Ritual fertility

Take a chance with me
In my world of fantasy
Won't you dance with me
Ritual fertility

Nouvelle Vague

Possibility


There's a possibility
There's a possibility
All that I had was all I'm gon' get

There's a possibility
There's a possibility
All I gon' get is gon' be yours then
All I gon' get is gon' be yours still

So tell me when you hear my heart stop
You're the only one that knows
Tell me when youe hear my silence
There's a possibility I wouldn't know

Know that when you leave
Know that when you leave
By blood and by me you walk like a thief
By blood and by me, and I fall when you leave

So tell me when you hear my heart stop
You're the only one that knows
Tell me when youe hear my silence
There's a possibility I wouldn't know

So tell me when my sigh's over
You're the reason why I'm closed
Tell me when you hear me fallin'
Here's a possibility I wouldn't show

By blood and by me, and I fall when you leave
By blood and by me, I follow your lead

Lykke Li

06/01/2010

Hallelujah

Now I've heard there was a secret chord
That David played, and it pleased the Lord
But you don't really care for music, do you?
It goes like this
The fourth, the fifth
The minor fall, the major lift
The baffled king composing Hallelujah

Hallelujah...

Your faith was strong but you needed proof
You saw her bathing on the roof
Her beauty and the moonlight overthrew you
She tied you
To a kitchen chair
She broke your throne, and she cut your hair
And from your lips she drew the Hallelujah

Hallelujah...

Baby I have been here before
I know this room, I've walked this floor
I used to live alone before I knew you.
I've seen your flag on the marble arch
Love is not a victory march
It's a cold and it's a broken Hallelujah

Hallelujah...

There was a time you let me know
What's really going on below
But now you never show it to me, do you?
And remember when I moved in you
The holy dove was moving too
And every breath we drew was Hallelujah

Hallelujah...

You say I took the name in vain
I don't even know the name
But if I did, well really, what's it to you?
There's a blaze of light
In every word
It doesn't matter which you heard
The holy or the broken Hallelujah

Hallelujah...

I did my best, it wasn't much
I couldn't feel, so I tried to touch
I've told the truth, I didn't come to fool you
And even though
It all went wrong
I'll stand before the Lord of Song
With nothing on my tongue but Hallelujah

Hallelujah...

Leonard Cohen